A Bandeja - Qual pecado de seduz?


Edição: 1
Editora: Danprewan
Autor (a): Lycia Barros
ISBN: 978857760246
Ano: 2010
Páginas: 251
Classificação: 


Sinopse

A Bandeja conta a história de Angelina, jovem de 19 anos, que ao entrar para a universidade, inicia um apaixonado envolvimento amoroso com um de seus professores, Alderico – mais conhecido por Rico. Por conta de toda a avassaladora e descontrolada paixão que envolve esse relacionamento, Angelina começa a viver somente para Rico, colocando seus estudos, seus amigos, sua família, sua religião e até mesmo a si própria em segundo plano. Angelina é evangélica por tradição familiar e não exatamente por convicção religiosa. Porém, inesperadamente, tem um estranho sonho, cujas revelações possuem um forte e marcante significado, que ela somente conseguirá compreenderá mais tarde. Quando a grande verdade é revelada para Angelina no momento certo, ela finalmente compreende o que significa o amor de Deus em sua vida.
 ____________________________________________

Sabe um livro que você lê e vê que tudo que está escrito é real e se encaixa em algum momento de sua vida ou de alguém que você conhece? Então “A bandeja” é mais ou menos isso. Tipo, tem tanta coisa em comum que não sei nem por onde começar essa resenha.
Devo salientar que não concordei com tudo [isso em relação com a base bíblia] que li, mas devo admitir que o livro contém uma história realmente boa e super relevante para nossos dias. Assuntos como sexo, drogas, amizade e família são abordados de forma muito especial na história.
O livro conta a história de Angelina. Uma menina que nasceu em berço cristão, mas que na verdade ainda não havia se convertido realmente.
Ela mora em Petrópolis, e confesso que esse foi o motivo que mais me interessou em ler “A Bandeja”, pois também sou Petropolitana,  e  amei a experiência de ler uma história que se passa na minha cidade. Todos os lugares citados são lugares muito especiais  para mim e que me trouxeram grande alegria  de poder  vê-los na história.
Quando chega o momento de ir para faculdade, Angelina passa no vestibular para uma universidade pública no Rio, e decide morar em uma república, saindo assim de casa, e começando a dar os primeiros passos rumo a sua independência, pois era muito “mimada", digamos assim, pelos pais.
Na faculdade ela se apaixona por seu lindo professor, Alderico, mais conhecido como Rico.
Por causa desse amor ela se anula completamente, distanciando-se da família, amigos, estudos e tudo o que  fazia parte de sua vida, principalmente Deus.
O título “ A Bandeja” é uma referencia a um dos elementos presentes nos sonhos que a protagonista tem, quando está se distanciando de tudo. Esses sonhos trazem uma revelação no final que lhe faz entender o amor de Deus por sua vida.
O que é mais relevante no livro é a forma que Lycia Barros tratou de assuntos atuais. Como disse acima não concordei plenamente com a parte bíblica do livro, e por isso entrei em contato com a autora. Em nossa troca de email descobri muitas coisas que ficaram evidentes do livro e outras que achei muito legal e trouxe um trechinho da nossa prosa pra vocês:

“Em primeiro lugar, gostaria de te dizer o motivo de ter escrito esse livro. Bem, sou uma leitora fanática de romances, mas como cristã, me incomodava a excessiva carnalidade dos livros em questão assim como o culto aos bad boys. Fora isso, os sucessos mais recentes ,como a saga crepúsculo, colocam uma protagonista completamente absorvida pela pessoa amada, como se essa fosse a forma mais bonita de amor, e na verdade não é. Uma pessoa para se relacionar bem necessita ser inteira. ... Queria muito passar uma mensagem de um amor verdadeiro."

Compartilho com a Lycia essa visão, apesar de ser uma leitora de ficção relativamente recente, me incomodou muito ver esse tipo de “carnalidade” contidos em alguns livros, principalmente romance.

“ Nesse livro, abordei principalmente a entrega do coração ( um tipo de idolatria ) “
 
Muito pertinente esse tema, pois vejo claramente muitas meninas se anulando completamente por causa de uma paixão, é justamente o que acontece com Angelina.
Quanto às minhas discordâncias, são unicamente às apresentações dos versículos, alguns fora de contexto e outros trazendo uma interpretação pessoal para a personagem. Mas como se trata de ficção, “releva-se”. 
Quero destacar a simpatia da Lycia, que me respondeu com muito carinho a todas as criticas que fiz... no email que mandei fui bem chatinha, reconheço, mas pudemos esclarecer algumas questões, e quero agradecer a prontidão em responder. Obrigada Lycia XD
“A bandeja” é o primeiro livro da Coleção Despertares, que terá (a princípio) 5 livros. Não seguirá a linha de séries ou trilogias, pois será sempre sobre personagens diferentes que se cruzam, ou seja, personagens do livro “A Bandeja” serão protagonistas dos próximos livros. Cada livro abordará um tema específico da vida dos jovens como, por exemplo: escolhas, sexo, drogas, preconceito, problemas familiares etc¹. Já adianto que o lançamento do segundo será em Junho desse ano [2011].  Com certeza vou conferir.

Até a próxima!

¹ retirado do próprio site da Lycia Barros Clique para conferir.

3 comentários:

Annie Adelinne disse...
9 de março de 2011 20:31

Interessante! Gosto desse negócio de séries com personagens diferentes, que se encontram.. hahaha Vou procurar.

Cíntia Mara disse...
9 de março de 2011 22:57

Esse livro está entre as minhas próximas leituras, acho que pro final deste mês ou início do próximo. Quero muito ler.

Gostei da sua resenha, foi bem sincera e direto ao ponto.

Beijos

Eu disse...
10 de março de 2011 17:44

Oi... já li esse livro, achei ótimo!! Estou louca pra ler os próximos.

Bjus
Gisele
http://dicasdelivrosefilmes.com.br/

Back to Home Back to Top Livros da Pris. Theme ligneous by pure-essence.net. Bloggerized by Chica Blogger.